Não começou como um spin off qualquer por que a família Original sempre atraiu atenções e acumulou fãs durante as aparições em The Vampire Diaries, já era esperado muito sucesso para a série, mas a audiência surpreendeu, tanto que a série já ganhou uma temporada inteira, com 22 episódios, já foram ao ar 08 e cada vez mais a série conquista fãs. Agora vamos esclarecer e indicar algumas das razões do sucesso.

Eles se comprometeram a permanecerem juntos, sempre e para sempre. Agora, séculos se passaram, e os laços familiares são quebrados. Tempo, tragédia e fome por poder tem separado a Família Original.

A Família Original: Família é Poder!

Os Originais são o segunda espécie de imortais existentes mais poderosa do mundo (o primeiro é Silas). Eles se diferenciam dos vampiros normais pelo fato de terem sido transformados de humanos à vampiros através de mágica, e não consequência de ter morrido com sangue de vampiro em seu organismo. Por isso, isso faz deles a primeira linhagem a ter o gene de vampiro. Eles não possuem nenhum ponto fraco, exceto por uma adaga juntamente com as cinzas de um carvalho branco. Embora suscetível a fraquezas dos típicos vampiros, os originais são apenas prejudicados por tais fatores prejudiciais, enquanto vampiros normais poderiam morrer em outras circunstâncias. A família dos Originais viveram entre as áreas da Europa por vários séculos. Juntos, eles formam sete vampiros: Mikael, Elijah, Niklaus, Kol, Rebekah e Finn.


Nascidos durante a Idade Média, em determinada época de suas vidas, Mikael e Esther abandonam sua casa, logo após uma praga se espalhar pela Europa matando assim, seu primogênito.

Com a ajuda de uma poderosa bruxa chamada Ayana, eles se mudaram para outra aldeia onde a bruxa original, Esther, teve um caso com um lobisomem, com quem teve um filho, Niklaus. Depois de anos convivendo em paz com os nativos, a guerra entre vampiros e lobisomens ainda não tinham começado até a morte do filho mais novo de Esther, Henrik.

Para proteger os filhos e dar início a uma guerra contra os lobisomens, Mikael convenceu Esther a criar os primeiros vampiros conhecidos. Após a transformação dos filhos, Klaus demonstrou outro tipo de comportamento, expondo a infidelidade de Esther. Esther o amaldiçoou com um feitiço, reprimindo seus poderes de lobisomem.  Para se vingar, Klaus foi atrás de Esther e a manteve trancada por séculos em caixões, bem como toda a sua família como punição por abandono e traição

Enredo:

Klaus Mikaelson, o original vampiro-lobisomem híbrido, retornou à New Orleans, a cidade que sua família ajudou a construir, a cidade que ele e os irmãos – Elijah e Rebekah – foram exilados séculos atrás pelo pai caçador. Atraído de volta por uma misteriosa dica de que uma conspiração está se formando contra ele no caldeirão sobrenatural que é o French Quarter, Klaus está surpreso por a cidade ainda parecer um lar para ele apesar das décadas longe. Curioso para saber por que Klaus voltaria para o lugar que jurou nunca mais colocar os pés novamente, Elijah segue o irmão e descobre que a linda e rebelde lobisomem Hayley – que teve um caso com Klaus – também vem a French Quarter procurando pistas sobre sua família. Hayley caiu nas mãos de uma poderosa bruxa chamada Sophie Deveraux. Quando Sophie revela aos irmãos a quase inacreditável notícia que Hayley está carregando um filho de Klaus, Elijah percebe que a Família Original tem uma segunda chance de humanidade e redenção que eles desesperadamente ansiavam.

Klaus, entretando, não está tão convencido que um potencial herdeiro tenha alguma importância. Ele está mais intrigado com o inesperado encontro com seu ex-protegido, Marcel, um carismático mas diabólico vampiro que agora tem total controle sobre humanos e supernaturais habitantes de Nova Orleans. Tensões entre as facções supernaturais da cidade – vampiros, bruxas, lobisomens e humanos – estão se aproximando ao ponto de ruptura enquanto Marcel comanda seus devotos seguidores e regras com absoluto poder. Para Klaus, a ideia de responder ao seu poder protegido é impensável. Como Klaus prometeu recuperar o que foi seu uma vez – ele percebe que Ellijah está certo e que a criança não nascida pode ser a chave para os Originais voltarem ao poder.

Minhas Impressões:
O enredo parece um pouco estranho e confuso a primeira vista, mas logo ganha sentido e a medida em que a serie segue seu curso vai revelando um roteiro surpreendente. Bem planejado e articulado, além de um elenco memorável.

A verdade é que o jogo de poder corrompeu e destruiu a família Original, além do fato de Klaus ser o mais poderoso dos sobrevivente e se sentir um excluído, como se o nunca tivesse sido parte da família de verdade. Com a evolução da série eles tem que aprender a lidar com as diferenças e traições para enfim encontrar um caminho para serem felizes de verdade.

Parece filosófico, mas não é clichê, a felicidade para cada Original é uma coisa diferente: Poder, Liberdade e Família. Mas qual palavra é felicidade para cada um?


Gostaram? Conhecem? Comentem!
Recomendo: The Originals Blog
The Originals Brasil

3 comentários:

  1. Eu ainda não comecei a ver essa série, estou vendo The Vampire Diares ainda, mas essa série me parece melhor, quero vê-la logo

    ResponderExcluir
  2. Então Ad, é muito boa mesmo, melhor que TVD.

    ResponderExcluir
  3. É um spin off bem legal, melhor que TVD mesmo. O Klaus é o melhor anti-héroi de todos os tempos.

    ResponderExcluir

Diga algo idiota ou inteligente, não importamos desde que seja sobre a gente.
Rima tosca,
by:
Apolo

Tecnologia do Blogger.

Sejam bem vindos.

Hoje é:

Parceiros

Postagens populares

Seguidores